Notícias de fato

Jornalismo feito por um time de primeira

O Brasil que poucos conhecem

Posted by Vinícius Ferreira em 22 de março de 2010

Por Vinícius Ferreira

Ontem foi o dia mundial da poesia e minha pobre ignorância (e a falta de tempo) não me permite saber os motivos pelos quais esse dia é comemorado nesta data , mas o que importa é o viva a poesia, a arte de escrever e cortar palavras e ser prolixo, usar metáforas e estampar no papel o que a alma está sentido.

O Brasil é terra riquíssima de poetas desconhecidos, salvo alguns poucos que enveredaram pelos caminhos da música e política e outros conhecidos nos meios literários. O que quero dizer, é que o brasiliero não conhece sua poesia (e me incluo também). Mas por que não conhece a sua poesia?

Por conhecimento de causa, posso contar a minha história como retrato de tantos outros. Quinta série, uma das minhas primeiras paixões, era uma garota (não lembro o nome) de longos cabelos castanhos, lisos e olhos claros. Daquela idade não se sabe nada da vida, nem dos amores, mas a ideia de fazer uma poesia para entregar aquela menina me veio a cabeça. Lembrei, a garota se chamava Elen (não sei se com H) e me fez fazer meus primeiros versinhos (que nunca foram entregues).

Eis o ponto chave: aos 11 anos me deparei pela primeira vez com a poesia. E mesmo agora alguns anos depois ainda me arrasto para ler Neruda (poeta chileno). A questão das metáforas e a construção do pensamento poético não fazem sentido quando se tem 11 e não se sabe nada de poesia. Mesmo assim, considero aqueles versos, pela sinceridade e inoscencia, o ponto mais alto de minha poesia (até porque não tenho escrito nada desde então).

A poesia deveria ser algo tão natural, tão conhecido, tão explorado. Mas infelizmente, não a conhecemos. Os professores não conhecem e não ensinam, pregam o decoreba e a ignorância para nossos jovens. Não generalizo, mas naqueles 11 anos não tive um professor que me indicasse um livro. Aliás, tive. Uma vez a professora mandou ler Machado de Assis.

Uma vez um amigo me disse: “a poesia é a tecnologia de ponta da linguagem”. Em minha modesta opinião, acho que todos têm o direito a ela, cabe às instituições divulgarem isso. A família, a escola, a imprensa, enfim, a cada um de nós. Viva a poesia!!

Anúncios

2 Respostas to “O Brasil que poucos conhecem”

  1. wesley cerqueira braga said

    Aí Vinicius, gostei muito do seu ensaio a respeito da poesia no brasil e queria frizar tambem que todos nós fazemos poesia todos os dias, seja ela vulgar, erudita, classica, brega, ignorante. Poesia na minha módestia opinião é dizer o que se sente de fato, não importando a forma. É importante sitar também a iniciativa que tiveram os organizadores do evento “Outros 50” que foi realizado na Funart, mesmo sem o apoio do GDF, os artitas do DF se organizaram e fizeram uma festa unica, numca vista na cidade, e lá organizaram um mega sarau com uma hora de poesia em todos os paucos, com artistas da cidade se apresentando. Então galera, são iniciativas como essa que fazem toda a diferença e quem podem de fato democratizar a poesia, ao menos no entendimento do que é poesia.

    Curtir

  2. Adão aparecido Istruder said

    Tenho poesias, e tenho videos de humor no youtube pesquise (Adão e seu tucaninho ) muito obrigado Adão Istruder .

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: