Notícias de fato

Jornalismo feito por um time de primeira

Apenas mais um comentário político

Posted by Vinícius Ferreira em 16 de setembro de 2010

Por Vinícius Ferreira

Faltam poucos dias para escolhermos nossos representantes pelos próximos quatro anos, mas, pelo que vejo, a maioria das pessoas não está muito interessada ou não conhece o valor desse momento, Votar significa tomar uma posição política e ideológica e não escolher o melhor candidato. Primeiro de tudo: vota-se no partido e não no candidato. O mandato de um deputado federal, por exemplo, é do partido ao qual pertence e não dele mesmo. Ponto dois: fazemos escolhas incoerentes. Por exemplo: como podemos votar em um candidato de direita e em outro de esquerda? Embora as relações políticas sejam complexas e a esquerda atual esteja capenga, ainda existe uma grande diferença entre escolher (votar) um candidato do PSDB e outro do PSOL, por exemplo. Geralmente, partidos de direita defendem a redução da taxa tributária, o desmantelamento do Estado (privatizações), só dois pontos para contextualizar. Os partidos de esquerda discutem a tão sonhada reforma agrária e a desigualdade social. É claro que esse debate não acontece abertamente e ações de ghovernos de direita podem beneficiar o povo, mas de fundo desejam mais ainda manter e aumentar a hegemonia que domina o país desde seus primórdios (pobre é pobre sempre, no máximo consegue chegar a classe média, já os ricos, são sempre os mesmo, dificilmente perdem o que tem).

Imagino que para a maioria dos leitores essas considerações não fazem sentido, são chatas e nem mesmo merecem ser lidas, mas em consideração aos que persistem continuo agora com um terceiro ponto: votamos sempre por interesse pessoal. Isso pode ser um erro porque temos que ter cuidado para não deixarmos o EU se sobressair sobre o NÓS. O Brasil é formado pelo conjunto de seus indivíduos (os brasileiros). Ao votar em fulano porque ele vai me dar emprego, cesta básica e lote, estou querendo dizer o seguinte: o importante sou eu. O resto, que se lasque! Basicamente é isso. Não importa se esse candidato for um péssimo governante, desde que eu esteja bem. O problema é que somos indivíduos em constante interação e nossas escolhas podem significar muito na vida de outras pessoas. A vontade da nação é, sem dúvida, a manifestação das vontades dos indivíduos que a compõe.

Falta formação política em nós. Os partidos estão perdidos. Não sabem o que querem, nem o que representam. O Tiririca (aquele humorista)  vai ter mais de 1 milhão de votos em São Paulo, segundo as últimas pesquisas. É preciso haver mobilização. O Brasil ainda precisa acabar com muitas mazelas. O país melhorou nos últimos anos, mas enquanto houver tamanha ignorância política o quadro de desigualdade sociais vai continuar persistindo. A eleição é o termômetro para vermos em que patamar estamos. Se continuarmos elegendo Tiriricas da vida podemos ficar piores do que já estamos!!!

Uma resposta to “Apenas mais um comentário político”

  1. SANO said

    SERA QUE VAMOS FICAR MAIS QUATRO ANOS ESPERANDO REFORMAS POLITICAS ,SOCIAIS,TRIBUTARIAS E DO CODIGO PENAL ULTRAPASSADO?SERÁ QUE A CAMARA VAI FICAR FAZENDO CPI PARA APURAR PROBLEMAS INTERNOS? DESDE QUE VOLTOU A DEMOCRACIA CADE AS REFORMAS FEITA PELO CONGRESSO EM GERAL? O POVO BRASILEIRO NÃO AGUENTA ESPERAR MAIS!

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: