Notícias de fato

Jornalismo feito por um time de primeira

Convention Bureau impulsiona turismo da capital do país

Posted by Da Redação em 23 de outubro de 2010

Por Graciliano Cândido

Setor Hoteleiro Norte deve receber milhares de turistas durante a copa 2014 (foto: Graciliano Cândido)

Brasília está entre as cidades mais visitadas do país, está de braços abertos para todos os cantos do mundo, basta passear pelas Avenidas das Nações para ver a grande miscigenação de povos de todos os continentes. Turistas de todo o mundo visitam a cidade em busca de conhecer a arquitetura, única no planeta, com traçados modernos e monumentos suspensos por pilotis. Várias características a torna exclusiva: maior IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), 2º maior mercado imobiliário do país, terceiro maior pólo gastronômico, terceira maior frota de barcos, entre outros números que a diferem das demais capitais do Brasil.

Essas e outras qualidades fazem com que o turismo local seja cada vez mais impulsionado. Para valorizar esse mercado turístico, a Brasília e Região Convention e Visitors Bureau, tem como principal objetivo a captação de eventos para Brasília e a promoção da cidade. Com exclusividade a equipe de reportagem da Revista Estação Brasil entrevistou Rogério Tonatto, presidente da Brasília Convention e Visitors Bureau e Henrique Severien, diretor executivo da entidade, durante almoço no Hotel Nauom, em Brasília.

Para o presidente da entidade, Brasília é uma cidade muito atraente, nova e moderna. Esses fatores contribuem para a promoção do setor.  “É uma cidade que foi projetada, realmente tem grandes atrativos, grandes diferenciais para serem comercializados. Tem a parte política que nós temos que conseguir desmistificar um pouco, porque aqui em Brasília, não se faz só política, Brasília tem vida própria. A cidade, além desses movimentos políticos, têm movimentos fantásticos como Catedral, Ermida Dom Bosco, Igrejinha da Nossa Senhora de Fátima, Memorial JK enfim, a Ponte JK, inúmeros pontos turísticos”, comenta Tonatto.

De acordo com Henrique Severien, diretor executivo da entidade analisa que o turismo do DF levou certo tempo para se posicionar, porém, atualmente 90% da cadeia produtiva de Brasília é movida em função do turismo, seja ele de negócios ou de lazer. “Então, nada mais justo que começar a enxergar essa pasta com um pouco mais de pragmatismo e seriedade”, destaca. A partir do turismo, o setor de serviços também se destaca, como é o caso da criação de empregos, impulsiona o mercado de lavanderias, cinemas, shoppings centers, além, dos restaurantes e hotéis.

Objetivando ampliar cada vez mais o setor, a Brasília e Região Convention e Visitors Bureau, juntamente com o governo local e federal se juntaram para estabelecer medidas de promoção do potencial turístico da cidade. O governador do Distrito Federal, Rogério Rosso, procurou a entidade em busca de saber quais propostas precisavam ser desempenhadas para obter resultados mais significativos. A partir do encontro, os representantes identificaram a necessidade de colocar um técnico para comandar a pasta do Turismo do Distrito Federal.

A sugestão foi muito bem aceita por todos, pois teria um profissional capacitado para comandar a Secretaria. Quem assumiu o órgão foi Delfim da Costa Almeida, que teve como o primeiro ato a reativação do CONDETUR (Conselho do Desenvolvimento do Turismo), que é composto por 65% de entidades privadas e 35% de órgãos do governo. Mesmo sem orçamento, montou um observatório e fomentou, estimulou e acabou reabrindo a Casa de Chá, na Praça dos Três Poderes, além da fonte luminosa que fica próximo a Torre de TV que ficou anos parada, foi reinaugurando e tornando o cartão postal mais valorizado. “O técnico do turismo ele vai considerar todas essas questões, mas sempre com o viés do turismo. Sempre com o princípio de gerar um fluxo, gerar uma economia, realizar investimentos que promovam e que dêem retorno”, explica Henrique, que espera que técnicos do turismo sempre façam parte da pasta do turismo.

Copa 2014

Com a chegada da Copa do Mundo de 2014, várias possibilidades vão surgir para a cidade. Principalmente pelas vantagens que Brasília oferece para sediar o mundial de futebol. Além de toda a reforma que o antigo Estádio Mané Garrincha, que passa a se chamar Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha está passando, com investimentos na ordem de R$ 700 milhões e vai praticamente dobrar a capacidade de lugares. Além da grande reforma no Aeroporto Internacional JK passa e trará melhores condições para os passageiros que vem a cidade ou que fazem conexões por aqui.

A logística é um dos pontos mais destacados pelas autoridades organizadoras do evento, o Estádio fica a poucos metros do Centro de Convenções Ullysses Guimarães e dos setores hoteleiros Sul e Norte, sem contar o aeroporto que fica há cerca de 15 minutos do local e quando o Veículo Leve sobre Trilhos ficar pronto, esse tempo será reduzido consideravelmente. “É um pecado não sediarmos a abertura da Copa aqui em Brasília. A cidade tem todos os itens que o mundial necessita. Não existe destino melhor do que Brasília para sediar qualquer tipo de evento”, observa Tonatto. Falando em movimentação de turistas na cidade, são 120 dias com pessoas circulando aqui. “Pensando em termos financeiros, a imprensa vem para cá, são quatro meses de equipes circulando na cidade”, complementa.

Turismo cívico

A cidade recebe grande número de turistas que vem conhecer onde se toma as decisões do país (Foto: Graciliano Cândido)

Além da grande circulação de turistas que vem a cidade em busca de negócios, tem aqueles que procuram a capital para fazer turismo cívico. No ano que Brasília completou 50 anos, essa modalidade foi muito forte. Diversas empresas promoveram pacotes promocionais para estimular o brasileiro a conhecer sua capital. A TAM Viagens, juntamente com o SEBRAE, BRB e Petrobrás, foram as pioneiras e que trouxeram estudantes de escolas públicas e particulares de todo o país para mostrar o que a capital da república tem. “Esse projeto é muito importante e se mantém. Acredito que não existe como você desmembrar nas escolas, sejam elas públicas ou privadas, desmembrar esse resgate do patriotismo”, afirma Tonatto.

O projeto, vai além do que os alunos virem até a capital do Brasil e conhecer como funciona a cidade, mas conhecer os bastidores do que acontece aqui e as decisões que são tomadas e valem para todo o país. “Eles não sabem o que é na essência mesmo, o  que o legislativo, o judiciário, o executivo fazem. Então, esse projeto tem tudo pra dar certo, é um projeto que tem que ter um apoio maciço do Governo Federal também, para que dê continuidade, e eu tenho certeza de que ele pode se tornar um dos projetos abraçados inclusive pelos senadores dos outros estados, porque educação é uma coisa que hoje nós estamos vendo que todos os governos estão dando uma atenção. E para você ter uma pessoa bem informada, você precisa dar condições. Eu acho que isso inclusive tem que fazer parte do currículo escolar, as pessoas conhecerem a capital do seu país”, completa o presidente Brasília e Região Convention e Visitors Bureau, Rogério Tonatto.

Anúncios

Uma resposta to “Convention Bureau impulsiona turismo da capital do país”

  1. Angélica Brilhante said

    Adorei a materia, realmente igual Brasília não ha nenhuma outra cidade no mundo, brasília é unica, e uma cidade maravilhosa e muito gostosa de se viver, eu não me imagino vivendo em outro lugar. Parabéns pela materia!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: