Notícias de fato

Jornalismo feito por um time de primeira

O momento certo para conquistar o imóvel

Posted by Da Redação em 22 de setembro de 2012

Por Graciliano Cândido e Deisy Lira

Vantagens são inúmeras oferecidas pelas construtoras do Distrito Federal. É o momento para pesquisar e adquirir o melhor residencial com tranquilidade, visto que os benefícios são excelentes. Desde a facilidade no parcelamento da entrada, até, o financiamento pela Caixa Econômica, e outros bancos como o Banco do Brasil, que divide em até 30 anos. O perfil do consumidor está bem variado, atende desde as classes A e B, até mesmo C e D, que se tornaram um público com bom poder aquisitivo.

Não é de agora que a valorização dos imóveis no Distrito Federal é destaque nacional. A cidade carrega vários atributos que motivam as pessoas a procurarem a região. Para se ter uma ideia, de acordo com dados do censo, entre os anos 2000 a 2010 o Distrito Federal cresceu 25%. A qualidade de vida e a tranquilidade que o local proporciona é o “chamariz”. As facilidades nos imóveis novos também atraem quem procura tanto para morar quanto para investir. Dados recentes divulgados pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) constata que os preços médios dos imóveis tiveram recúos em seis estados e no Distrito Federal. Na capital mineira, a desaceleração do metro quadrado foi de 1,2%, já no Distrito Federal alterou apenas 0,1%.

Comparando com as duas maiores metrópoles nacionais, Brasília continua tendo o metro quadrado mais caro, com valor médio de R$ 8.271, seguida pelo Rio de Janeiro (R$ 8.159) e São Paulo (R$ 6.611). Para o presidente do Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis (Secovi), Carlos Hiram, não é momento de comemorar, pois não representa uma queda efetivamente. “O mercado está estável, levando-se em conta os altos e baixos que vemos no decorrer dos meses. Isso é bom, pois traz mais confiança para a população na hora de adquirir ou alugar um imóvel”, salienta.

Para Hiram, o fato de que o Distrito Federal ser uma localidade atrativa é decorrente de diversos atributos: o alto custo das projeções, a dificuldade de novas áreas regulares, a morosidade do poder público em aprovar novos projetos, o tombamento do Plano Piloto e a alta qualidade de vida, além de abrigar os poderes Legislativo, Executivo e Judiciário e também os órgãos Diplomáticos e Embaixadas. Para ele, manter o mercado sempre aquecido é um grande desafio. “É preciso ter vontade política em dar celeridade às análises e aprovações de projetos. Maior número de áreas licitadas, além de investimentos e manutenção da infraestrutura pública”, acrescenta.

A Região Administrativa de Vicente Pires, assim como Guará, Àguas Claras, são locais que crescem consideravelmente. Mesmo havendo questões judiciais em áreas de preservação ambiental de Vicente Pires que impede novas construções, há pessoas insistem em construir. Para os empresários e especialistas em imóveis Fulvio Freire e Eduardo Barros, a procura pela cidade é explicada por existir diversos condomínios fechados, que oferecem mais segurança e tranquilidade para os filhos poderem brincar no momento mais oportuno, além claro dos tamanhos dos lotes, que podem chegar a 1,500 m2. “Nos últimos dez anos houve uma grande procura pelo local, devido a qualidade de vida, proximidade do Plano Piloto, mas o comércio precisa crescer mais”, analisa Fúlvio.

A professora Ivani França de Mello, aproveitou o momento oportuno, com o mercado equilibrado e resolveu mudar de vida, buscando qualidade e conforto na moradia. Morando há mais de uma década no Setor O de Ceilândia, encontrou em Vicente Pires todos os motivos positivos que buscava, além de preços acessíveis. “Sempre tive vontade de morar em Vicente Pires, pelo conforto, tamanho das residências e quintal, e o mais importante: tranquilidade”, observa. Ela diz que foi a melhor escolha que fez, pois a região valoriza bastante. “É uma mudança radical e para melhor”, testemunha.

O presidente do SECOVI-DF, Carlos Hiram explica que os impactos gerados através do crescimento da população precisa ser revisto para que não traga prejuízos para a sociedade, em diversos aspectos: trânsito, saúde, educação, saneamento básico, entre outros. “Através de um planejamento urbanístico com responsabilidade é possível minimizar os impactos. Que se observe sempre a autonomia das áreas em desenvolvimento no que concerne ao comércio, serviços, lazer e infraestrutura pública. Uma das saídas é gerar menor dependência do Plano Piloto”, completa.

Entorno

A Saída Sul do Distrito Federal vive uma transformação surpreendente. A chegada de novos residenciais, inclusive alguns de luxo, trouxeram desenvolvimento para a região. Com isso, despertou o interesse de um público bastante exigente e que procura qualidade de vida acima de tudo. Acompanhando o ritmo do momento da economia, muitas pessoas, aproveitam para fazer suas aplicações com estratégia. Entre os residenciais de alto nível, está o Alphaville, localizado à cerca de 30 minutos da Ponte JK. Com um projeto ousado em uma área de 861.121 m2, onde possui 498 lotes que variam de 546 a 1.160 m2, além de lazer próprio, comércio e serviços.

No raio que compreende o Entorno Sul, dois residenciais são destaques para quem busca realizar o sonho da casa própria ou para investimento. Ambos com padrão de alto requinte estão bem localizados. Às margens da BR 040, o Total Ville, da Direcional e o Parque Clube da JC Gontijo são uns dos mais vendidos. A Direcional traz um grandioso residencial que abrange apartamentos de dois e três quartos, divididos em diversas quadras e com uma gama de itens de lazer. Além disso, oferece casas com três quartos com suíte. Nos próximos meses começa a entrega dos empreendimentos. O acesso ao local, de frente ao monumento Solaris, conhecido também como “chifrudo” foi totalmente refeito para receber os novos moradores.

No Valparaiso, a JC Gontijo lançou recentemente mais um novo empreendimento, o Parque dos Esportes, com cinco torres e 96 unidades cada, que passa a ser um grande complexo habitacional que vem somar os já existentes: Parque das Arvores, Parque Clube, Parque Clube 2 e Parque dos Sonhos. Mesmo lançado há pouco tempo, o produto é um dos mais vendidos pela construtora. Também pudera, tem como garota propaganda a apresentadora da TV Bandeirantes Renata Fan. De acordo com o gerente de vendas Raimundo Dantas, as vendas ultrapassaram as expectavias, pois atende a demanda de todos os clientes. “Hoje é o melhor e o mais acessível produto da região, pela qualidade, localização e custo beneficio”, assegura.

Para o gerente, quem ganha é o cliente, que adquirindo um dos produtos não esta apenas comprando um apartamento, mas um conjunto de beneficios: área de lazer completa, campo de futebol society, quadra de futevôlei/vôlei de praia, piscinas e muito mais, sem falar da facilidade para encontrar tudo ao seu alcance, como academias, restaurantes, boliche, bancos e muito mais. “Não vendemos apenas apartamentos, vendemos qualidade de vida”, completa Dantas.

Na maioria dos empreendimentos pesquisados, como a JC Gontijo e Direcional, atua com o programa Minha Casa Minha Vida, que conta com subsídios do governo (que pode ser dividido em até 30 anos) e facilidades no parcelamento da entrada do imóvel, com parcelas bastante acessíveis.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: