Notícias de fato

Jornalismo feito por um time de primeira

Artigo – Jornalismo em sua essência

Por: Fábio Santos

 

 

 Todos os dias e em todo o planeta, uma quantidade impressionante de informações são dispostas pelos mais diversos meios de comunicação, com um destaque especial para a mídia de internet, cuja velocidade de disseminação é incomparável até o presente momento. Mas este não é o ponto da questão, já que informação por informação, qualquer pedaço de papel pode ser um meio de distribuição. O fato em questão é a relevância que cada notícia exposta a quem quer que seja tenha um fundo de verdade e a devida serventia atribuída em sua origem. É neste contexto que surge a pergunta: Afinal de contas, qual é o verdadeiro papel do jornalista e dos meios de comunicação que o cercam?
 Tenho como referência o caso Watergate para exemplificar o principal dever e função de um jornalista, definido pelo trabalho brilhante de Bob Woodward e Carl Bernstein em uma das mais impressionantes investigações jornalísticas da história, senão a maior delas. A queda do presidente Richard Nixon é atribuída à reportagem, mas em suma, este não foi o principal motivo. Sua queda ocorreu em função das diversas falcatruas que seu partido, com seu conhecimento e consentimento fazia. O que os repórteres do Washington Post fizeram foi apenas investigar e divulgar aos responsáveis pela eleição de Nixon: Seus próprios eleitores.
 Jornalistas não estão aí para derrubar governos ou governantes, mas sim, de manter uma constante vigilância sobre tudo que interessa a sociedade, afinal de contas, este é o seu papel ético e principal. Quem controla o que acontece em um país é sua própria população, desde que tenha as devidas informações para fazê-lo, e a distribuição destas sim, é dever dos meios de comunicação. Qualquer meio que fuja deste princípio, ofendendo ou invadindo o que não é de interesse público, foge do papel dos meios de comunicação e deve ser tratado como pura e simples fofoca.

 

 

<- voltar à página principal

2 Respostas to “Artigo – Jornalismo em sua essência”

  1. jkjornal said

    Boa análise! Nesse quesito entra em jogo a ética, não só profissional, mas pessoal daqueles que trabalham com a comunicação.
    🙂
    Bom Trabalho!

    Curtir

  2. Liziane said

    O interessante do Jornalismo é que ele vê os dois lados da história.. Mas as vezes as pessoas não entendem o trabalho do jornalista.. Isso também não importa, o que realmente importa é fazer e viver jornalismo sério com credibilidade.. Que concerteza existem pessoas por aí para concretizar este trabalho, parabéns pelo artigo!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: